Apesar de dezembro ruim, Sergipe fecha 2019 com saldo positivo na geração de empregos

Apesar de dezembro ruim, Sergipe fecha 2019 com saldo positivo na geração de empregos

25/01/2020 as 06:08


Carteira de Trabalho, emprego — Foto: Natalia Filippin/G1/ArquivoCarteira de Trabalho, emprego — Foto: Natalia Filippin/G1/Arquivo

Carteira de Trabalho, emprego — Foto: Natalia Filippin/G1/Arquivo

Sergipe perdeu 1.013 vagas de emprego formal no mês de dezembro de 2019, conforme informou nesta sexta-feira (24) o Ministério da Economia. Os dados constam do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). No acumulado do ano o estado tem um saldo positivo de 2.374 vagas de empregos formais criadas.

O saldo é a diferença entre as contratações e as demissões. Em novembro, o estado registrou 5.818 contratações e 6.813 demissões.

Evolução do emprego por setor de atividade em Sergipe
Saldo22-578-578-28-28-419-419145145-103-103-12-12-20-20Extrativa mineralIndústria de transfo…Serviço industrial d…Construção civilComércioServiçosAdministração públ…Agropecuária-800-600-400-2000200
Fonte: Caged

De acordo com o Ministério da Economia, o resultado positivo foi puxado pela construção civil e indústria de transformação. Seis dos oito setores econômicos que mais demitiram do que contrataram.

No comparativo entre os municípios sergipanos com mais de 30 mil habitantes, Aracaju teve o pior saldo negativo, com 191 vagas extintas, seguido de São Cristóvão com 92 vagas a menos. O maior saldo positivo de geração de emprego entre essas cidades foi em Nossa Senhora da Glória com 43 vagas criadas.

Em novembro fora